in

Para comandar o BBB 22, Tadeu Schmidt teve que assinar um novo contrato com a Rede Globo

Por um salário de 3 miulhões de reais, o apresentador tem que ficar 24 horas à disposição do programa

Em Off

Após ser escolhido pela alta direção da Rede Globo entre vários apresentadores, que também estavam cotados para assumir a função de ser o substituto de Tiago Leifert no comando do BBB 22, Tadeu Schmidt, assim que aceitou o convite, teve que assinar um novo contrato com a emissora, onde se desliga do departamento de jornalismo e passa a fazer parte da área de entretenimento.

Publicidade

De acordo com Fábia Oliveira, colunista do Em Off, através desse novo compromisso, o ex-apresentador do Fantástico durante o breve período de três meses, terá rendimentos que chegam a três milhões de reais. Nesse montante não estão incluídas as ações publicitárias e de merchandising, que poderão ser veiculadas no decorrer da competição.

Com o aumento de aproximadamente 600 mil reais do que ganharia em um ano se permanecesse à frente da tradicional atração dominical da Rede Globo, onde seu salário girava em torno de 200 mil reais, Tadeu viu o seu volume de trabalho aumentar consideravelmente.

Publicidade

Como uma das cláusulas do seu novo contrato, o apresentador é obrigado a ficar 24 horas à disposição do BBB 22 e acompanhar detalhadamente todos os acontecimentos na casa mais vigiada do Brasil.

Publicidade

Ainda segundo a colunista, na residência de Tadeu Schmidt foi instalado uma espécie de QG para que o apresentador possa acompanhar as câmeras da casa, que permanecem ligadas o tempo inteiro. Além disso, ele também tem livre acesso às imagens dos banheiros e áreas reservadas.

Publicidade

Apenas o diretor Boninho também possui um esquema operacional semelhante.

Tadeu Schmidt já vem usando um novo crachá, que aponta a sua função como apresentador de entretenimento da emissora.

Publicidade