in

Rachel Sheherazade ganha causa na Justiça e SBT deve pagar R$ 500 mil por danos morais

A jornalista venceu ação em primeira instância contra o SBT alegando ter sido humilhada.

Instagram Rachel Sherazade

A Justiça do Trabalho condenou o SBT, em primeira instância, a ter que arcar com uma indenização no valor de R$ 500 mil para Rachel Sheherazade. A jornalista deu início a uma ação na Justiça contra a emissora disposta a reivindicar seus direitos trabalhistas alegando que foi humilhada e constrangida por Silvio Santos enquanto participou da cerimônia do Troféu Imprensa em 2017. O processo já estava em andamento desde abril do ano passado.

Publicidade

Na sua ação, a jornalista tem dois pontos. Um deles é o fato de ter sido contratada como pessoa jurídica pelo canal de TV aberta, porém, ela tinha vínculos de pessoa física, como ter que fazer hora extra e alguns plantões. O SBT terá que reconhecê-la como funcionária CLT, assim como foi decidido pela Justiça.

Outra questão apontada pela loira, é a forma que ela foi tratada pelo dono da emissora durante o Troféu Imprensa. No ocorrido, Rachel comentou que foi contratada para dar a sua opinião, na bancada do jornal. Porém, Silvio Santos discordou.

Publicidade

Segundo ele, o papel dela era ler as notícias, e não expor sua opinião. Caso ela quisesse fazer isso, deveria comprar uma televisão e fazer isso por conta própria, lá ela estava para ler as notícias com a sua beleza e bela voz.

Publicidade

Rachel alega que a situação que passou foi um ato machista, e afirma que foi tratada de maneira depreciativa e preconceituosa, além de ter sido humilhada na emissora na qual trabalhava.

Publicidade

A bela trabalhou no SBT durante dez anos, e saiu de lá em setembro de 2020, após ter feito críticas a Jair Bolsonaro enquanto estava no telejornal. A emissora ainda não falou nada sobre a derrota na Justiça, e ainda pode entrar com recurso sobre a ação.

Publicidade