in

Elza Soares precisou casar com somente 12 anos por obrigação do pai

Cantora faleceu nesta quinta-feira (20), aos 91 anos e teve um passado bastante atormentador.

(Reprodução/Instagram)

O Brasil perdeu, na tarde desta quinta-feira (20) uma das vozes mais marcantes de sua história. A cantora Elza Soares faleceu aos 91 anos de causas naturais. Acompanhada da bela história escrita pela artista, também existe um passado bastante polêmico.

Publicidade

O casamento com Garrincha foi o mais noticiado pela mídia. Contudo, antes mesmo de conhecer o “Anjo das Pernas Tortas”, Elza, na realidade, já fora casada, mesmo muito jovem. Com apenas 12 anos, a cantora precisou obedecer o próprio pai e assumir um casamento quando ainda era uma criança.

Casamento de Elza Soares foi forçado pelo pai

Foi do primeiro marido que a cantora Elza Soares levou o seu nome artístico, que sustentaria até o dia de sua morte neste 20 de janeiro de 2022. Lourdes Antônio Soares foi o primeiro marido da artista. 

Publicidade

Pouco depois da união com o marido mais velho, Elza viria a engravidar do primeiro filho com apenas 13 anos – no total, foram sete. O matrimônio durou menos de uma década. Elza, com somente 21 anos, já estava viúva.

Publicidade

Com um passado conturbado e uma vida pessoal marcada por dificuldades e tragédias, a cantora teve obstáculos duros em sua vida. Dois filhos morreram de fome ainda criança, enquanto sua filha, Dilma, fora sequestrada por um casal de confiança. A menina só seria encontrada anos depois, já adulta. 

Publicidade

Além de tudo, houve o também polêmico relacionamento com o ex-jogador de futebol Garrincha, a quem sempre ressaltou ser o seu grande amor. A morte da cantora coincidiu datas com o seu ex-marido. Aos 91 anos, quase quatro décadas após o falecimento do campeão mundial pela seleção brasileira, ela morreria no mesmo 20 de janeiro que Garrincha, mas ele, por sua vez, de 1983.

Publicidade