in

Governo Bolsonaro gasta R$ 5 milhões dos cofres públicos para exibição de novelas da RecordTV

O valor gasto somam a compra dos direitos de exibição de duas produções da Rede Record.

Reprodução

O Ministério das Comunicações do governo de Jair Bolsonaro desembolsou dos cofres públicos cerca de 5 milhões de reais para reprisar duas novelas da Rede Record na TV Brasil, emissora oficial do governo. No documento firmado na semana passada entre a RecordTV e a EBC (Empresa Brasil de Comunicação), da qual gerencia a TV Brasil, consta o valor de R$ 1.868.522,39 pelos direitos da novela A Escrava Isaura, que já é exibida desde o dia 12/1 pelo canal do governo.

Publicidade

Anteriormente, em março de 2021, o governo Bolsonaro já havia desembolsado R$ 3.207.067,92 para exibir as duas partes da trama Os Dez Mandamentos, uma produção também da RecordTV. No total, as duas compras somam R$ 5.075.590,31 aos cofres públicos do Brasil. 

De acordo com Denilson Morales, diretor de Programação e conteúdo da EBC, o contrato com a Record para reprise de novelas “enfatiza um dos pilares da empresa, que é valorizar e fortalecer as produções nacionais.” Além da TV Brasil, as novelas também são exibidas por emissoras afiliadas e nos canais multiplataforma da EBC.

Publicidade

O governo federal também já comprou produções até da Rede Globo, canal considerado “inimigo” do presidente. Em setembro de 2021, foram desembolsados R$ 839.867,00 para exibição na TV Brasil dos conteúdos infantis: Bugados, Detetives do Prédio Azul e Tem Criança na Cozinha, também exibidos pelo canal fechado Gloob.

Publicidade

Outras novidades são esperadas pela TV Brasil dentro da programação de 2022, mais uma novela estaria em fase final de negociação para ser reprisada no canal do governo. Quando fechados, os contratos são publicados no diário oficial do governo. 

Publicidade

Publicidade