in

Gil do Vigor faz discurso no Altas Horas ao levantar bandeira sobre educação: ‘Base de tudo’

No Altas Horas de sábado (8); o economista fez discurso em defesa da educação no Brasil.

TV Globo

Gilberto Nogueira, popularmente conhecido como Gil do Vigor esteve no palco do Altas Horas ontem(8) à noite e aproveitou a oportunidade para falar sobre como a educação é importante na vida de todos. O economista disse que o país só vai melhorar quando os políticos pararem de cortar as verbas de programas sociais e decidirem investir no conhecimento das pessoas. “É a base de tudo”, falou o ex-participante do Big Brother Brasil, que foi aplaudido pela plateia virtual e os demais convidados da atração.

Publicidade

Durante a conversa, Serginho Groisman aproveitou para tirar algumas dúvidas sobre a inflação e questionou se o economista vê alguma forma para resolver isso. O pernambucano começou dizendo que quando alguém estuda Economia, costuma ter medo de falar alguma coisa. Porque eles aprendem que tem muitas variáveis que afetam o preço das coisas, não é somente a taxa de juros.

Ele contou que até um discurso do presidente gera inflação. Caso o mesmo fale algo errado, isso afeta nos investimentos do país. Segundo ele, existe vários fatores que acontecem dentro de um país que pode aumentar a inflação, ele lamentou o fato do cenário atual está tão incerto.

Publicidade

O pós-doutorando ainda falou que os seus colegas nos Estados Unidos questionam o motivo do Brasil estar dessa forma na política. Para ele, as pessoas eleitas para cuidar de um país precisam ter algum preparo acadêmico. É preciso ter alguém que pensa no pobre, em de fato melhorar a situação dessas pessoas. De acordo com ele, não adianta o Brasil ter o maior PIB, uma boa taxa de crescimento, mas existir pessoas passando fome, morrendo por causa disso.

Publicidade

Para encerrar seu discurso, Gil afirmou que: “Se o cenário político do Brasil não mudar, se a confiança do brasileiro nas pessoas que estão assumindo os cargos pra nos representar não mudar, as coisas nunca vão pra frente”, falou o nordestino.

Publicidade

Publicidade