in

Luciano Huck e outros famosos lamentam perda de personalidade: ‘Menos poesia no mundo em 2022’

A escritora Lya Luft morreu aos 83 anos após lutar por 7 meses contra um câncer melanoma.

Katherine Coutinho / G1

Aos 83 anos, morreu nesta quinta-feira, 30, a escritora Lya Luft, autora de grandes obras como Perdas e Ganhos, As Parceiras e Pensar é Transgredir. A escritora morreu na madrugada de quinta-feira, 30, em Porto Alegre. Ela lutava há 7 meses contra um câncer melanoma, que já foi descoberto com metástase.

Publicidade

Após a confirmação da morte da personalidade, muitos famosos foram até as redes sociais prestarem uma última homenagem para Lya Luft, como é o caso do apresentador Luciano Huck. O marido de Angélica destacou que a escritora deixou um legado de sabedoria, reflexão e elegância. E mais, o comunicador ainda afirmou que os textos de Lya iluminaram a vida de muitas pessoas e, inclusive, pautaram debates públicos que ele se refere como sendo inspiradores. Por fim, Huck expressou o seu carinho aos amigos e familiares da escritora, a quem ele se refere como sendo a “dama das letras” do país.

Publicidade

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, também homenageou Lya Luft. Segundo Leite, a morte da escritora abre uma lacuna que dificilmente será preenchida. O governador ainda desejou que Deus possa confortar os amigos e família de Luft.

Publicidade

Publicidade

O cantor Paulo Ricardo repercutiu a morte da escritora destacando que terá “menos poesia no mundo em 2022”. E mais, por meio do Instagram, o cantor anexou uma frase de Lya: “Amadurecer devia ser refinar-se”.

A atriz Cássia Linhares disse que a morte de Lya Luft é uma grande perda, já que ela é muito fã. O escritor Sérgio Abranches, por sua vez, lamentou a morte de Lya dizendo que com a morte da personalidade “a literatura brasileira fica mais pobre”.

Publicidade