in

Conheça o trauma nas gravações que originaram a novela Prova de Amor e que podia ter terminado em tragédia

A novela Prova de Amor é inspirada na obra de Teixeira Filho, que possui bastidores repletos de conflitos.

TV Excelsior/Record TV/Montagem Guti M.

Atualmente a Record TV exibe a reprise da novela Prova de Amor, produzida entre 2005 e 2006, que dentre outras histórias, mostra Nininha, filha dos protagonistas Daniel e Clarice, que é sequestrada e criada por uma megera chamada Elza Socorro, que a maltrata, obrigando a menina a pedir esmolas e passar fome.

Publicidade

Essa garotinha foge da casa da bruxa, como ela se refere a Elza Socorro, e acaba conhecendo o Velho Gui, um idoso muito amoroso que decide defender a menina, a alimentando e buscando informações junto ao juiz Alexandre, para saber como pode adotá-la legalmente.

O tempo passa e se descobre que Gui é o pai de Clarice, logo, avô biológico de Nininha, o que reforça ainda mais os laços que existem entre a criança e o idoso.

Publicidade

Essa novela, de Thiago Santiago, tem essa parte da história principal inspirada em uma obra de Teixeira Filho, chamada A Pequena Órfã.

Publicidade

Publicidade

A história era quase a mesma vivida por Nininha: Toquinho era maltratada por Elza e conheceu Gui, que a tratava com respeito e a defendia da vilã.

A trama foi produzida entre 1968 e 1969 pela TV Excelsior, sendo posteriormente reprisada pela TV Globo. A protagonista da história era Toquinho, interpretada pela atriz de cinco anos, Patrícia Aires.

A emissora tinha um acordo com os pais da menina, feito no ato da contratação: ela gravaria no máximo dois dias por semana. Entretanto, a menina estava trabalhando entre cinco e seis dias na mesma semana.

Como consequência, a criança de apenas cinco anos desenvolveu estafa mental e anemia, perdendo muito peso. Vendo o sofrimento da filha, seus pais decidiram a tirar do elenco da novela.

Na época, o ator que interpretava o Velho Gui e que também era produtor da novela, Dionísio de Azevedo, declarou que a criança foi retirada da novela pelo pai, que também era ator, para assinar com a Record e ainda ganhar um carro de bônus.

Percy Aires, pai da menina, declarou que a saída da filha se deu por estarem a obrigando a trabalhar mais do que o combinado. Também contou em entrevista que a filha foi ferida durante as gravações, quando ela levou um tapa de verdade, a fazendo cair e machucar boca e rosto. A criança foi retirada da trama para evitar que o trauma causado não virasse uma tragédia, já que ela foi negligenciada se ferindo no trabalho e estava prejudicando a saúde.

A atriz mirim chegou a participar de outra novela dois anos mais tarde, mas abandonou a carreira de atriz. De acordo com uma rara entrevista de Patrícia Aires, em 2014, A Pequena Órfã foi seu trabalho mais traumatizante.

Para não parar a novela, Patrícia foi substituída por outra menina na época. O tempo passou, mas a história da criança órfã caiu no gosto do público e inspirou outras novelas produzidas entre os anos 70 e 90. Uma delas é Sonho Meu, que atualmente é reprisada pelo Viva.

Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades