in

Carlos Alberto de Nóbrega detalha situação sem cura que o aflige desde a infância: ‘eu sou’

Apresentador do SBT contou detalhes durante conversa no Planeta Podcast.

Reprodução YouTube Planeta Podcast

O apresentador Carlos Alberto de Nóbrega, de 85 anos, participou do Planeta Podcast e falou sobre diversos assuntos. Entre eles, um transtorno que o acompanha desde a infância: a dislexia. Este problema se caracteriza pela dificuldade de leitura e de escrita. Cerca de dois milhões de brasileiros têm dislexia.

Publicidade

“Eu sou disléxico”, disse o apresentador. Carlos Alberto afirmou que só faz e escuta aquilo que gosta. “E não é por eu querer não, porque é o problema do disléxico. Por que eu era mal aluno? Porque eu não gostava de estudar. Era horrível”, explicou.

Carlos Alberto entrou no assunto ao dizer que o pai, Manoel de Nóbrega (1913-1976), falava três idiomas fluentemente além do português: inglês, alemão e francês. Carlos Alberto, por sua vez, gostava de nadar e ia mal na escola. O apresentador brincou que era o burro da família.

Publicidade

A entrevista do comunicador ao Planeta Podcast teve mais de duas horas e Carlos Alberto falou sobre diversos assuntos, inclusive sobre uma cantora que ele não quer ver mais (Este trecho pode ser visto a partir de 8min do vídeo abaixo).

Publicidade

Publicidade

Dislexia

A dislexia atinge crianças (mais meninos do que meninas) e adultos. Este problema não tem a ver com o Q.I. (quociente de inteligência). Embora não tenha cura, pode ser trabalhada com a ajuda de um profissional. A forma de agir das pessoas disléxicas varia. Há alguns que são desorganizados e outros que são bastante metódicos. Entre os disléxicos há pessoas mais tímidas e outras mais falantes. Carlos Alberto de Nóbrega é uma dessas falantes.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!