in

Em entrevista, Xuxa relembra abusos, confessa que enxergou Szafir como ameaça e diz que desejou o mal do ator

Rainha dos baixinhos fez uma participação no programa Jornada Astral, que será comandado por Angélica na HBO.

Reprodução: TV Recorde/UOL

Em participação no programa Jornada Astral, que estreia nas telas da HBO Max na próxima semana e é comandado pela apresentadora Angélica, Xuxa Meneghel abriu o jogo sobre o que sentiu por Luciano Szafir após o nascimento de Sasha Meneghel, filha do ex-casal.

Publicidade

Na ocasião, a ex-Record contou que no nascimento da filha, ela estava separada de Luciano, o que a fez enxergá-lo como uma ameaça. Assim, Xuxa confessou que acabou desejando o mal do ator: “Ali, para mim, ele era uma ameaça. Desejei mal para ele. Uma coisa que nunca desejei para ninguém”.

Além disso, a ‘rainha dos baixinhos’ declarou que pedia a Deus que arrumasse um emprego para Szafir no Japão, na China, ou em algum lugar que fosse longe. Atualmente, Xuxa reconhece que foi uma “loucura” e pensa que, possivelmente, a razão para tais pensamentos fossem os hormônios do puerpério.

Publicidade

Abusos que sofreu na TV

Publicidade

Ademais, a apresentadora aproveitou a entrevista para relembrar abusos e assédios que sofreu na televisão, notadamente nos anos 80. Segundo Xuxa, naquela época, a postura de aceitar relações abusivas de homens era normalizada entre as mulheres, uma vez que as pessoas eram acostumadas a dizer “Ah, homem é assim mesmo”.

Publicidade

De acordo com a mãe de Sasha, os diretores de televisão da época eram acostumados a usarem o grito na hora da comunicação e a sociedade confundia as mulheres que vendiam o corpo com as mulheres que vendiam a imagem na TV: “Ouvi homens falando: ‘Toda mulher tem um preço, qual é o seu?’. Levantava e saía chorando”, confessou.

Publicidade